X
X
 
Notícias+
Instituto de Botânica de SP auxilia Refazenda
Pick-upau recebe colaboração do IBT no trato com sementes

A Agência Ambiental Pick-upau acaba de firmar um plano de cooperação e parceria com o Instituto de Botânica do Estado de São Paulo - órgão vinculado à Secretaria Estadual de Meio Ambiente -, através da Seção de Sementes e Melhoramento Vegetal.

Viveiro do Refazenda dentro de Terra Indígena

A cooperação visa auxiliar os técnicos e pesquisadores do Projeto Refazenda (www.refazenda.org.br) no manejo de sementes, plantio e cultivo de espécies nativas da Mata Atlântica nos viveiros do projeto. A parceria tem como objetivo também capacitar a comunidade indígena guarani m'bya, das aldeias Tenonde Porã e Krukutu na identificação de matrizes, manejo de espécies-chave e coleta de sementes.

Produção de espécies nativas de mata atlântica.

Segundo a coordenadora do Refazenda, Andrea Nascimento, a colaboração do IBT é muito importante para o desenvolvimento do projeto. “O conhecimento e a experiências de profissionais como o Dr. Nelson Augusto dos Santos Júnior, pesquisador científico da Seção de Sementes e Melhoramento Vegetal do IBT, em conjunto com nossos pesquisadores será fator primordial no sucesso das atividades.”

Produção de espécies nativas de mata atlântica.

Sobre o Pick-upau
O Pick-upau é uma organização não-governamental sem fins lucrativos de caráter ambientalista 100% brasileira dedicada a preservação e a manutenção da biodiversidade do planeta. Fundada em 1999, por três ex-integrantes do Greenpeace-Brasil e originalmente criada no Cerrado brasileiro, tem sua base, próxima a uma das últimas e mais importantes reservas de mata atlântica da cidade São Paulo, a maior metrópole da América Latina. Por tratar-se de uma organização sobre Meio Ambiente, sem uma bandeira única, o Pick-upau possui e desenvolve projetos em diversas áreas ambientais. Saiba mais: www.pick-upau.org.br

Sobre o IBT
É instituição de pesquisas científicas na área da botânica, da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. O Instituto de Botânica tem as suas origens no Departamento de Botânica do Estado criado pelo Decreto n. 9715 de 9/11/1938 e subordinado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento, pelo Decreto 12499, de 7/01/1942. Em 1987, sem alterações, foi transferido para a Secretaria de Estado do Meio Ambiente, onde se encontra até a presente data. Além de sua sede, Reserva Biológica e Jardim Botânico, situados dentro do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, bairro da Água Funda, na capital do Estado de São Paulo, o Instituto de Botânica possui duas outras Unidades de Conservação, representando os biomas principais do Estado: Mata Atlântica (Reserva Biológica do Alto da Serra de Paranapiacaba) e Cerrado (Reserva Biológica e Estação Experimental de Moji Guaçu). A missão institucional do Instituto de Botânica é o desenvolvimento de pesquisas botânicas visando subsidiar a política ambiental do Estado de São Paulo. Saiba mais www.ibot.sp.gov.br

Sobre o Projeto Refazenda
O Projeto Refazenda é uma iniciativa do Pick-upau, uma organização não-governamental sem fins lucrativos de caráter ambientalista, 100% brasileira, em parceria com o Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e a aldeia guarani Tenonde Porã. O programa tem entre seus principais objetivos a produção de mudas nativas da mata atlântica, como forma de fomento da economia da comunidade indígena beneficiada e o aumento da oferta de produtos florestais destinados a recuperação e ampliação da cobertura vegetal de um dos biomas mais ameaçados do país, a mata atlântica. Saiba mais: www.refazenda.org.br